Category Archives: Audiovisual

Terças na Tela: Assim É, Se Lhe Parece

Padrão

assim eh se lhe parece

O Projeto Terça na Tela apresenta mais um super filme, hoje, às 20 horas. O escolhido da semana é o documentário de Carla Gallo, Assim É, Se Lhe Parece. O filme acompanha o artista Nelson Leirner, que mora no Rio de Janeiro, pelos seus passeios pela cidade atrás de matéria-prima para as suas obras, além de mostrar momentos mais pessoais como a benção por uma amiga mãe-de-santo.

Já na cidade de São Paulo, o longa retrata Leirner caminhando pela Avenida Paulista e também trabalhando durante a montagem da exposição Ocupação Nelson Leirner, que ocorreu no Itaú Cultural. Também contempla cenas da noite de vernissage da mostra, intercaladas com momentos em que ele fala sobre sua vontade de não ter sido artista.

O documentário é o terceiro da série de exibições ICONOCLÁSSICOS, que contempla também os filmes Daquele Instante Em Diante, que fala sobre o músico Itamar Assumpção; Ex Isto, obra inspirada no romanceCatatau do poeta Paulo Leminski; EVOÉ, que fala sobre o ator, diretor e autor Zé Celso, e Mr. Sganzerla – Os Signos da Luz, sobre o cineasta Rogério Sganzerla.

Anúncios

Terças na Tela reapresenta a Mostra Iconoclássicos com novidades

Padrão

image5

Em abril, os Espaços Culturais da Secretaria de Cultura do Estado – SecultBA, recebem  uma reapresentação da “Mostra Iconoclássicos”, dentro do projeto Terças na Tela. A mostra, realizada em parceria com o Itaú Cultural, abriu a programação de 2013 do Terças na Tela, em janeiro, e volta agora com novidades.  O documentário “Daquele Instante em Diante”, de Rogério Velloso, volta ao programa e no dia 16, após a exibição de “EVOÉ! Retrato de um Antropófago” (no Espaço Cultural Alagados, 9h, e no Xisto Bahia, 17h), o diretor Tadeu Jungle e o ator Felipe Benevides conversam com o público.

Os filmes estão divididos em cinco programas que falam sobre artistas brasileiros contemporâneos, todos eles grandes referências para a produção cultural do país. Todos os Espaços Culturais da Secult participam do projeto (com exceção do Centro de Cultura de Guanambi e do Amélio Amorim, em Feira de Santana). A entrada é gratuita e as sessões ocorrem nos dias 02, 09, 16, 23 e 30, às 10h, 15h e 19h.

SINOPSES

  • 02/04 – Abrindo a programação, o filme-ensaio “Mr. Sganzerla – Os Signos da Luz”, do diretor Joel Pizzini. Nele é recriado o ideário do cineasta Rogério Sganzerla por meio dos signos recorrentes em sua filmografia: Orson Welles, Noel Rosa, Jimi Hendrix e Oswald de Andrade. É narrado em primeira pessoa, a partir de imagens raras e situações encenadas, numa linguagem que se contamina com a dicção vertiginosa do artista.

  • 09/04 – Livremente inspirado na obra Catatau, de Paulo Leminski, o filme “Ex isto”, de Cao Guimarães, parte da hipótese histórica imaginada pelo poeta “E se René Descartes tivesse vindo ao Brasil com Maurício de Nassau?”. Daí se desenrolam as aventuras do personagem, que sob o efeito de ervas alucinógenas, investiga questões da geometria e da ótica diante de um mundo absolutamente estranho.

  • 16/04 – “EVOÉ! Retrato de um Antropófago”, dos diretores Tadeu Jungle e Elaine Cesar. O documentário apresenta um olhar particular e multifacetado de uma das maiores personalidades das artes do Brasil: o diretor, ator e dramaturgo José Celso Martinez Corrêa. Depoimentos recentes e imagens históricas estão presentes na narrativa, que se baseou em algumas das viagens cruciais para a trajetória de Zé Celso. Após a exibição do filme, Tadeu e o ator Felipe Benevides realizam bate papo com o público.  Às 9h, no Espaço Cultural Alagados, e 17h no Espaço Xisto Bahia.

  • 23/04 – “Assim É, se Lhe Parece”, documentário de Carla Gallo. O longametragem mostra um outro lado do artista plástico Nelson Leirner, conhecido por sua aversão à formação e aos preceitos tradicionais das academias de arte. Momentos da sua trajetória são lembrados com ironia, além do tratamento despojado em relação a sua rotina e intimidade.

  • 30/04 – Encerrando a Mostra, o público poderá conferir mais um documentário: “Daquele Instante em Diante”. Dirigido por Rogério Velloso, a montagem acompanha a trajetória musical de Nego Dito Itamar Assumpção, da década de 80 até seu falecimento. Por meio de depoimentos de pessoas próximas ao artista e de imagens raras, retiradas de arquivos particulares, é retratada a presença ontológica de Nego Dito nos palcos e em seus momentos mais íntimos com amigos e familiares.

II Mostra Cinema Poções em março

Padrão

Release do evento

Um evento dedicado a um dos cineastas mais importantes do cinema documental brasileiro e um dos grandes nomes que veio com a geração do Cinema Novo. A II Mostra Cinema Poções recebe Geraldo Sarno, diretor de Viramundo (1965), para lhe prestar a devida homenagem. Durante a Mostra, que será realizada entre os dias 15 e 17 de março na Câmara de Vereadores do município, serão exibidos filmes do cineasta e haverá uma conferência, onde Sarno falará sobre sua obra.

Geraldo Sarno nasceu em Poções-BA e em 1965 lançou o que viria a ser um clássico do cinema nacional, o documentário Viramundo, que aborda a migração nordestina para São Paulo. O Nordeste, em especial o sertão e suas manifestações, está presente em quase toda sua obra, como no curta Eu Carrego Um Sertão Dentro de Mim (1967), que será exibido no último dia da Mostra. Glauber Rocha, um dos grandes expoentes do cinema brasileiro, afirmava que os filmes de Geraldo Sarno fundam a consciência documentarística. “Geraldo Sarno desmonta temas e subtemas em modelares filmes: dali poder-se-ia lançar foguetes aos canais do futuro”.

São cerca de 30 filmes, entre documentários e ficção, dirigidos por Geraldo Sarno, que é reconhecido tanto no Brasil como na América Latina. Em 2012, o cineasta baiano foi o homenageado no 24° Festival de Cinema de Viña Del Mar, no Chile. Seu último filme, O Último Romance de Balzac (2010) foi premiado no Festival de Gramado pela Direção de Arte e com o Prêmio Especial do Júri. Este filme, que é uma junção de documentário com ficção, dará início às sessões em homenagem a Sarno na II Mostra Cinema Poções, após a solenidade de abertura que acontece no auditório da Câmara de Vereadores do município, a partir das 18h30.

A programação da mostra terá ainda a exibição do clássico Coronel Delmiro Gouveia (1977) e apresentação da Filarmônica 26 de Junho. Nesta segunda edição, a Mostra Cinema Poções, que é realizada pelo Cineclube Tela em Transe, além de prestar esta homenagem a mais um dos filhos da cidade que se tornou cineasta, deve reunir um grande público durante os três dias de evento, que será com entrada franca e culminará em um misto de cinema, música e conferência em um único espaço.

Confira a programação completa:

Sexta-feira (15 de março)
18h30 – Abertura da II Mostra Cinema Poções/ Homenagem a Geraldo Sarno
19h30 – Filme: O último romance de Balzac

Sábado (16 de março)
15h – Conferência com Geraldo Sarno
19h – Filme: Coronel Delmiro Gouveia

Domingo (17 de março)
19h – Filme: Viramundo
19h45 – Filme: Eu Carrego um Sertão dentro de mim
20h15 – Apresentação da Filarmônica 26 de Junho

Canal na internet abre chamada pública para produções audiovisual independente

Padrão

sitemgr_photo_6825O CUBO – canal cultural  lançado na internet – selecionará curtas, longas, documentários, programas, webséries, animações, que melhor representem a produção audiovisual nacional,   para integrar a grade de programação do portal/TV 2.0, cujo principal objetivo é oferecer aos produtores uma saída para vencer os entraves da distribuição, maior gargalo ao conhecimento público das obras, bem como para o crescimento da produção independente

O projeto pioneiro no segmento audiovisual será um canal de exibição e armazenamento para a produção de conteúdo nacional e independente, de forma mais ágil, fazendo frente aos canais pagos que precisam cumprir a lei que determina a veiculação de material dessa natureza na TV . Os interessados podem encaminhar os links dos vídeos para o e-mail:canalocubo@gmail.com

O canal não exige ineditismo para a publicação, recebendo conteúdos que já estejam disponíveis na internet, desde que aceitem estar licenciado por uma das 7 licenças do Creative Commons. Essa modalidade permite a reutilização ou alteração do material com os devidos créditos e identificação do autor, para facilitar a abrangência do conteúdo, sem esbarrar nos direitos autorais que restringem o acesso a obra. O CUBO oferecerá aos produtores e espectadores um espaço que reúna produções independentes de qualidade, o que será permitido através da curadoria do cineasta Fabiano Cafure, autor do primeiro longa metragem brasileiro para distribuição web licenciado via Creative Commons, “Eu te amo Renato”. Há  4 anos Cafure trabalha com imagem de forma independente e sem patrocínio direto no Rio de Janeiro. Os selecionados farão parte do canal, e as melhores produções vão ser premiadas com uma gestão e divulgação diferenciada no portal e nas principais redes sociais.

O Cubo –Canal Cultural aberto- assim como seu perfil nas redes sociais, vai ser lançado na próxima sexta-feira, 11 de janeiro, e comemorado no Instituto Cultural Kreatori, Rua Alice 209 – Laranjeiras, durante a abertura da exposição individual da fotógrafa Camila Marchon, às 19h

Mostra Iconoclássicos Abre a Programação do Terças na Tela de 2013

Padrão

Em janeiro, filmes sobre personalidades da cultura brasileira contemporânea são exibidos gratuitamente nos Espaços Culturais

O Circuito Popular de Cinema e Vídeo, através do Projeto Terças na Tela, abre sua programação no mês de janeiro com a Mostra Iconoclássicos. Em parceria com o Itaú Cultural, a Mostra apresenta filmes sobre artistas brasileiros contemporâneos, grandes referências no contexto da produção cultural do Brasil, e é composta por quatro programas. Ela será exibida gratuitamente no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, nas terças feiras, dias 08, 15, 22 e 29, às image219h.

Abrindo a programação no dia 08, acontece a exibição do filme-ensaio “Mr. Sganzerla – Os Signos da Luz”, do diretor Joel Pizzini. Nele é recriado o ideário do cineasta Rogério Sganzerla por meio dos signos recorrentes em sua filmografia: Orson Welles, Noel Rosa, Jimi Hendrix e Oswald de Andrade. É narrado em primeira pessoa, a partir de imagens raras e situações encenadas, numa linguagem que se contamina com a dicção vertiginosa do artista.

Livremente inspirado na obra Catatau, de Paulo Leminski, o filme “Ex isto”, de Cao Guimarães, é o destaque no dia 15. A partir da hipótese histórica imaginada pelo poeta “E se René Descartes tivesse vindo ao Brasil com Maurício de Nassau?”, se desenrola as aventuras do personagem, que sob o efeito de ervas alucinógenas, investiga questões da geometria e da ótica diante de um mundo absolutamente estranho.

No dia 22 acontece a exibição “EVOÉ! Retrato de um Antropófago”, dos diretores Tadeu Jungle e Elaine Cesar. O documentário apresenta um olhar particular e multifacetado de uma das maiores personalidades das artes do Brasil: o diretor, ator e dramaturgo José Celso Martinez Corrêa. Depoimentos recentes e imagens históricas estão presentes na narrativa, que se baseou em algumas das viagens cruciais para a trajetória de Zé Celso.

Encerrando a Mostra, no dia 29, o público pode conferir mais um documentário: “Assim É, se Lhe Parece”, de Carla Gallo. No longa metragem é mostrado um outro lado do artista plástico Nelson Leirner, conhecido por sua aversão à formação e aos preceitos tradicionais das academias de arte. Momentos da sua trajetória são lembrados com ironia, além do tratamento despojado em relação a sua rotina e intimidade.

Quarta tem cinema no Centro de Cultura!

Padrão

Nesta quarta-feira, dia 12 de dezembro, às 19h, o Quartas Baianas apresenta a Sessão “Jogue fora o lixo”, com a exibição dos seguintes curtas:

  • Dezcontrolado — Dio Araújo
  • Descontinuo- Paulo Tiago
  • Coletivo desequilíbrio
  • Mario Sergio — Denise Santos
  • Vento leva, Vento Traz — Oficina Quartas Baianas no Interior
  • Ela — Morgana Gomes
  • Ensaboa — coletivo peteca
  • Uma conversa — Caio Resende
  • Onde mora a saudade? Fabiana Leite
  • À Francesa — João Felipe Sebadelle
  • Embaralhados – Projeto Subjetividade em cena UFBA

A exibição faz parte da parceria da Associação Baiana de Cinema e Vídeo (ABCV) com o Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima. Todas às quartas-feiras, às 19h.

Quarta tem cinema no Centro de Cultura!

Padrão

O projeto Quartas Baianas apresenta dia 05 de dezembro, às 19h, no Centro de Cultura Camilo de Jesus Lima os seguintes filmes baianos:

  • “Nosso Mundo meu” de Matheus Augusto – Longa metragem
  • “imobiliza Conquista” de George Neri – curta metragem
  • “Catadoras de pequi” Zuínglio Brtito – curta metragem

Participe e conheça a produção audiovisual do povo de nossa terra.

Todas as quartas, às 19h, aqui no Centro de Cultura.